«

»

Fev 27

Westvleteren XII

Bélgica – Westvleteren XII: Cerveja elaborada por monges trapistas na Abadia de St Sixtus, Vleteren na Bélgica. Eleita pelos especialistas e sites cervejeiros como a melhor do mundo. A Westvleteren é tão exclusiva que é possível encontrá-la apenas no restaurante café In Vrede mantido pela própria cervejaria e em alguns bares especializados como o Delirium Café em Bruxelas. A filosofia de manter a produção em pequena escala, tornando-a um objeto de desejo, foi estabelecida pelo Pai Abbot na abertura da cervejaria: ““Nós não somos cervejeiros. Somos monges. Fazemos cervejas para que possamos ser monges.”[2]”  Excelente cerveja! Quadrupel extraordinária!!

 

westvleterenxii

 

 

Um pouco de história: Sint-Sixtusabdij van Westvleteren

A Abadia de Saint Sixtus foi fundada na cidade de Vleteren no ano de 1831 por um eremita chamado Jan-Baptist Victoor. Frade Victoor escolheu o local em meio à uma densa floresta às margens de um pequeno riacho onde havia ruínas de antigos monastérios que datam como o de Saint Omer do ano de 806 e o da Ordem do Santíssimo Salvador de 1610. O nome da abadia é em homenagem ao santo italiano Papa Sixtus II, martirizado pelo imperador Valeriano que o mandou decapitar. Os monges da Westvleteren pertencem à ordem dos Cistercienses da Estrita Observância, também conhecidos como Monges Trappistas e seguem à regra de São Bento e sua máxima: “Ora et Labora”.

 

sintsixtus

Abadia de Saint Sixtus em Vleteren, Bélgica

 

Em 1850, alguns dos monges fundaram o mosteiro Notre-Dame de Scourmont, que também produz uma cerveja trappista: Chimay. Durante a 1º e a 2º guerra mundial, a cervejaria Westvleteren continuou a operar, embora com capacidade reduzida. Foi a única cervejaria trapista a reter os navios de cobre durante as guerras de 1914-18 e 1939-45, as outras cervejarias tiveram seu cobre solicitado pelas forças de ocupação alemãs. Em 1931, a abadia começou a vender cerveja ao público em geral tendo servido somente a cerveja aos convidados e aos visitantes até aquela época. Em 1946, a cervejaria de St. Bernardus em Watou conseguiu uma licença para fabricar a cerveja sob o nome de St Sixtus. Este acordo terminou em 1992 e a St. Bernardus produz cervejas com estilos semelhantes, mas sob seu próprio nome.

 

westvleteren12

 

A cervejaria atualmente emprega três trabalhadores para várias tarefas de trabalho manual, sendo que o líquido é produzido apenas pelos monges. É a única cervejaria trapista onde os monges ainda fazem toda a fabricação de cerveja. Dos 26 cistercienses que residem na abadia, cinco monges dirigem a cervejaria, com mais cinco que ajudam durante o engarrafamento.

 

westvleteren-trappist-beersfrombelgium

Westvleteren VIII (Belgian Dubbel), Blond (Belgian Pale Ale) e a famosa XII (Belgian Quadrupel)

 

A cervejaria, localizada no interior da Abadia, tem como único objetivo manter o monastério e suas obras. A produção é limitadíssima e a venda é apenas e tão somente para consumo próprio. Prioritariamente ela pode ser degustada no Café da Abadia chamado In de Vrede. Para levar para casa apenas com reserva antecipada e fornecimento da placa do automóvel para agendamento da retirada. A preocupação dos monges em evitar atravessadores é tanta que o telefone que fez a reserva só poderá fazer outra a intervalos mínimos de 60 dias. O mesmo vale para os carros, 60 dias de intervalo. A cada compra, o comprador assume um compromisso formal com o monastério em não revender as cervejas (o que alguns acabam fazendo).

 

indevrede

Restaurante Café – In de Vrede

 

Outra forma de comprar é na loja que fica no interior do restaurante e que vende no máximo 12 garrafas por pessoa, mas apenas em algumas épocas do ano quando ainda possuem cervejas disponíveis.

 

rij-voor-biershop

Fila para comprar cervejas e outros itens da Westvleteren na loja do restaurante In de Vrede

In de Vrede
www.indevrede.be

Donkerstraat 13
8640 Westvleteren
Telefone In de Vrede: 057/40.03.77

Abbey Saint Sixtus of Westvleteren
sintsixtus.be

Telefone Westvleteren: +32 (0)70/21.00.45

 

Cervejaria: Westvleteren Abdij St. Sixtus
País de Origem: Bélgica
Grupo da Cerveja: Belgian Dark Strong Ale
Estilo da Cerveja: Belgian Quadrupel
Cor: Marrom Escuro
Graduação Alcoólica: 10,2%
Temperatura ideal para consumo: 10-14 °C
Copo ideal: Tulip, Trapist
Harmonização: Queijo minas, brie/camembert, gouda, prato, gruyère, parmesão, roquefort, gorgonzola, pato, codorna, peru, faisão, chester, massa com molho de tomate, molho branco, ao pesto, lasanha, canelone, carneiro, comida indiana, camarão frito, caranguejo, caviar, lagosta.

 

Referências:

http://www.ocontadordecervejas.com.br

http://www.mariacevada.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *